Especialistas recomendam amamentar o bebê logo após o nascimento

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237496358096&_c_=MiGComponente_C

Especialistas estão cada vez mais seguros: amamentar na primeira hora de vida do bebê é um ganho tanto para ele quanto para a mãe. A prática, esquecida durante algum tempo e tão comum na época das parteiras, voltou à tona dentro do conceito de humanização do parto. Estudos até defendem que o início precoce e a amamentação exclusiva durante os seis primeiros meses podem salvar mais de um milhão de vidas.

As vantagens da amamentação na primeira hora são inúmeras para a criança. Protege contra infecções, aquece e acalma, promove uma melhor adaptação ao ambiente e facilita a adaptação do aparelho respiratório, além de proporcionar um período de descanso maior ao bebê após o parto, pois ele já estará alimentado.

Para a mãe, o aleitamento logo após o parto libera endorfina, elimina a sensação de dor e muda o foco do incômodo do pós-parto para o bem-estar do recém-nascido, despertando o instinto de cuidado e proteção, além de estimular a produção de leite e agilizar a volta do corpo da mãe ao normal.

Veja a seguir seis razões que explicam por que o contato pele a pele após o nascimento e a amamentação na primeira hora de vida são tão importantes:

1 ¿ O corpo da mãe ajuda a manter o bebê adequadamente aquecido e isso é de especial importância para bebês pequenos e com baixo peso ao nascer;

2 ¿ O bebê fica menos estressado, mais calmo e com as freqüências respiratória e cardíaca estáveis;

3 ¿ O bebê é exposto em primeiro lugar às bactérias da mãe que costumam ser menos agressivas e contra as quais o leite materno possui fatores de proteção;

4 ¿ O bebê recebe colostro durante as primeiras mamadas. O colostro é rico em células imunologicamente ativas, anticorpos e proteínas protetoras. Funciona como a primeira vacina para a criança. Protege contra várias infecções. Ajuda a regular o próprio sistema imunológico em desenvolvimento. Contém fatores de crescimento que ajudam o intestino a amadurecer e a funcionar de forma eficiente. É rico em vitamina A que ajuda a proteger os olhos e a reduzir as infecções. Estimula os movimentos intestinas para que o mecônio seja rapidamente eliminado, ajudando na prevenção da icterícia;

5 ¿ Tocar, abocanhar e sugar a mama estimula a liberação de ocitocina, que é importante por várias razões:
* A ocitocina faz com que o útero se contraia, contribuindo para a saída da placenta e para a redução do sangramento materno após o parto.
* A ocitocina estimula outros hormônios que dão à mãe uma sensação de calma, relaxamento e a fazem apaixonar-se por seu filho.
*  A ocitocina estimula o fluxo de leite da mama.

6 - As mulheres costumam apresentar uma incrível sensação de felicidade no primeiro encontro com o bebê. E os pais geralmente compartilham esse sentimento. E assim começa o processo do vínculo entre a mãe e o bebê.

Fonte:
Nanci Gusmão Madeira, pediatra e coordenadora do Serviço de Neonatologia do Hospital-Dia e Maternidade Unimed-BH (HDMU).

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.