Dicas para novas e futuras mamães

Aprender a técnica de amamentação antes do nascimento do bebê pode ajudar as futuras mamães a evitar problemas como a rachadura no bico do peito, que costuma ser um dos grandes desconfortos desse período. A amamentação ajuda na produção de anticorpos, necessários para preparar a criança para a vida. Normalmente as maternidades possuem uma equipe especializada em ensinar às mães o processo adequado para a alimentação de seus filhos. A primeira amamentação deve ocorrer de 20 a 50 minutos depois do parto.

O primeiro passo é fazer com que o bebê sugue o peito da maneira correta. Para isso ele deve sugar não apenas o bico, mas a auréola também. Caso ele tenha dificuldades, vale ajudar com o dedinho no canto da boca para que ele solte e tente pegar novamente. Outra técnica é puxar delicadamente o queixo do bebê. Depois que a criança estiver mamando, espere ela soltar, e só então ofereça o outro peito.

Os bebês que mamam no peito sentem muita fome. O ideal é que a amamentação com o leite materno dure pelo menos seis meses. Quanto mais ele mamar, mais leite a mãe irá produzir. Nesse período a alimentação da criança não precisa ser complementada. Quanto mais a mãe retardar o uso de bicos artificiais, melhor. O bebê suga esse tipo de bico de uma forma diferente de como suga o da mãe. Se o bico rachar, o próprio leite materno pode ajudar no processo de cicatrização, ou hidratantes indicados pelo médico.

A mulher que amamenta produz uma grande quantidade de leite. Isso faz com que as mamas fiquem inchadas e doloridas por alguns dias. Tirar um pouco do leite para que o peito fique menos duro antes de deixar o filho mamar também pode ajudar nesse período. As mães que ainda produzem muito leite podem fazer a doação para os bancos dos hospitais, que em geral, retiram o alimento na casa da pessoa.

Qualquer mãe saudável que estiver amamentando e tiver leite excedente pode fazer a doação. Para produzir boa quantidade de leite, as mamães necessitam de uma dieta balanceada, que inclui frutas, legumes e verduras. O mais importante nessa fase é ingerir bastante líquido.

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.