Atualmente, Tameika Gentles serve de inspiração para milhares de pessoas nas redes sociais, mas em 2006 não conseguia chegar na própria sala de aula

Uma canadense de 31 anos tem chamado atenção nas redes sociais por mostrar como conseguiu emagrecer 40kg há 11 anos e ainda mantém o peso que alcançou após mudança de hábitos . Tameika Gentles até mesmo se tornou personal trainer para ajudar outras pessoas a alcançar os objetivos que desejam.

Leia também: Como ganhar massa muscular: confira 7 dicas simples para ficar mais forte

Em uma época em que a internet ainda não tinha tantas dicas para emagrecer, Tameika foi buscar ajuda nos livros
Instagram/tameikag/Reprodução
Em uma época em que a internet ainda não tinha tantas dicas para emagrecer, Tameika foi buscar ajuda nos livros

Tameika é descendente da jamaicanos e, em seu blog, explica que este é o motivo de sempre ter gostado de comer – e muito.  Antes de emagrecer , sua relação com a comida era outra, já que era quase uma tradição para a família sempre comer bastante, em todas as comemorações e momentos juntos.

Outro problema é que a canadense era sedentária. A única parte que exercitava do corpo eram as cordas vocais, já que cresceu cantando. Só que a combinação ingerir alimentos pesados com frequência e não se exercitar resultou em quilos e quilos acima do ideal para a vida que iria precisar levar durante a faculdade.

A personal trainer estava com mais de 100kg, e sua alimentação era composta por sanduíche de ovos e bacon ou cereal açucarado no café da manhã, pizza ou sanduíche de frango frito no almoço, batatas ou cookies no lanche da tarde, hambúrguer com batatas fritas ou massa para o jantar e mais batatas ou cookies antes de dormi. Isso sem contar os refrigerantes e bebidas açucaradas que tomava.

Tameika não conseguia chegar na sala de aula

A post shared by Tameika Gentles (@tameikag) on

Em entrevista ao site “Health”, Tameika revelou que quando chegou na faculdade tinha aulas em lados opostos do campus. O problema é que ela dificilmente conseguia fazer o percurso que precisava antes da segunda aula começar, e o professor fechava a porta e não deixava ninguém entrar atrasado. Resultado: ela perdia a aula quase que semanalmente.

Cansada dessa situação, sabendo que nada mudaria a localização das salas, ela decidiu mudar seus hábitos para não perder mais nenhuma aula. Em seu site, ela lembra que, na época, no ano de 2007, não havia Instagram, Facebook ou blogs que falassem sobre um estilo de vida mais saudável . Ela não tinha ninguém para mostrá-la o que, hoje, ela acha óbvio, então foi buscar ajuda nos livros – sim, Tameika foi a uma biblioteca e leu livros.

Leia também: O que fazer para encontrar uma alimentação melhor e mais saudável?

Fazendo isso, descobriu o básico para levar uma vida mais saudável: exercitar-se e comer bem. Aos poucos, começou a colocar em prática o que aprendeu. Para o café da manhã, um cereal mais natural com leite desnatado, no almoço, sanduíche com carnes processadas ou atum, no lanche da tarde, barra de cereal, e para o jantar, massa integral.

As escolhas da canadense não pode ser consideradas as melhores, já que carnes processadas, por exemplo, não fazem bem para a saúde. Mas foi, sim, um ótimo começo, até porque ela começou a preparar tudo em casa, ela mesma, o que nunca fazia antes. Ela também passou a estudar mais sobre exercícios físicos e acrescentar algumas atividades no seu dia a dia.

Como resultado, ela começou a emagrecer, mas aí, parou

A post shared by Tameika Gentles (@tameikag) on

Depois dos primeiros três meses em uma nova rotina, Tameika começou a emagrecer. Como havia anos que não notava diferença na balança, a canadense ficou super animada, mas, então, estagnou. Como não sabia o motivo de não conseguir emagrecer mais, pediu ajuda dos instrutores da academia que passou a frequentar e descobriu que precisava de mais mudanças.

Mais uma vez, mudou sua alimentação, até porque percebeu que praticamente não ingeria vegetais. Para conseguir ter mais nutrição no dia a dia, omelete com vegetais e torradas integrais para o café da manhã, uma salada com alguma proteína para o almoço, iogurte com frutas e granola no lanche da tarde e frango com batata e vegetais para o jantar.

As atividades físicas que estava fazendo em grupo também não estavam mais sendo suficientes, então Tameika se matriculou na musculação. No início, ela tinha um pouco de receio com a atividade, mas acabou encontrando uma nova paixão. Passou a realizar o treino de força quatro vezes por semana, além de um dia das atividades em grupo que já realizava.

Três meses depois, além de não perder mais aulas por não chegar a tempo, a canadense passou não só a se interessar mais por atividades físicas como também voltou para a biblioteca, desta vez para saber mais sobre músculos e bodybuilding. Em seis meses, ela passou de 100kg para 72kg, mas ela queria mais, queria definição.

Mesmo sem ter o acompanhamento de nutricionista, Tameika decidiu iniciar uma dieta focada em fisiculturismo para emagrecer ainda mais, e os treinos de força e cardio foram intensificados. Além de emagrecer, assim como desejava, ela também ganhou músculos e definição. A canadense chegou a pesar 60kg, porém, depois de cinco anos, percebeu que esta rotina também não era saudável.

Depois de perder 40kg, Tameika conseguiu encontrar equilíbrio

A post shared by Tameika Gentles (@tameikag) on

Após manter uma rotina de uma quase fisiculturista por cinco anos, a canadense percebeu que não era algo que conseguiria sustentar por muito mais tempo. “Eu me encontrei em um mundo de extremos”, escreveu Tameika em seu blog. Ao mesmo tempo em que lutava para perder cada nova gordurinha, vez ou outra se “rebelava” contra um novo plano alimentar e comia uma pizza inteira sozinha.

Em 2013, porém, ela passou a viajar para fora do país e encontrou, literalmente, um novo mundo. “Eu percebi que há muito mais na vida do que apenas levantar peso e contar calorias. Eu percebi que é possível encontrar alegria sendo flexível. Percebi que nos últimos anos minha relação com minha saúde não estava sendo positiva.”

Por mais irônico que isso pareça, para encontrar um estilo de vida mais saudável desta vez, Tameika deixou de lado o foco em emagrecer cada grama extra e voltou a cozinhar aquilo que sempre gostou de comer. Na verdade, comer deixou de ser um “trabalho”, como ela explica. Ela também diminuiu o tempo que passava na academia.

Leia também: Quer cortar carboidrato? Confira 9 receitas low-carb que estão fazendo sucesso

A post shared by Tameika Gentles (@tameikag) on

Com isso, ao invés de emagrecer , a canadense ganhou aproximadamente 5kg, mas ela não poderia estar mais feliz. Atualmente, Tameika mantém uma alimentação muito mais equilibrada, com vegetais, alimentos nutritivos, carboidratos, proteínas e também comidas que fogem um pouco da “regra”, mas que fazer super bem para a mente. Em relação aos exercícios, meia hora em quatro dias da semana, mas tem de ser algo que ela goste. A canadense ainda faz cardio e levanta peso, mas tudo bem mudar para uma aula de ioga vez ou outra, por exemplo. O importante é não ser sendentária.

    Leia tudo sobre: Dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.