Veja a historia da analista financeira que teve que conciliar a criac?o de suas duas filhas com as crises mundiais

Como muitas mulheres em todo o mundo, a executiva Regina Nunes, 43, tem que se desdobrar para dar conta de todas suas responsabilidades. " Eu acho tempo pra tudo !, afirma Regina, que e responsavel por uma das maiores instituic?es do ramo financeiro, a Standard & Poors Brasil, e membro do conselho da Camara Americana de Comercio (Amcham).

A executiva fica  ligada 24 horas aos acontecimentos do mundo financeiro e dentro da propria casa. Sou superpresente, atenta a educac?o das minhas filhas e preocupada com tudo . Olho todos os dias a mochila, agenda e diario das meninas. Tenho que me policiar para n?o ser over, brinca a analista financeira, m?e da Fernanda, 7, e da Luiza, 14.

Trabalho e filhos

Regina Nunes e presidente da Standard & Poors Brasil desde 2000, e sempre teve que enfrentar situac?es dificeis , tanto na vida pessoal como profissional. A Fernanda nasceu em junho de 2001, em plena crise argentina e uma serie de quest?es surgindo em relac?o a estabilidade economica do Brasil. Portanto, n?o teve jeito, um mes depois ja estava trabalhando de casa", conta.

Quando a filha cacula tinha apenas tres meses, aconteceram os ataques ao  World Trade Center . "Com o 11 de setembro, o nosso escritorio em Nova York foi fechado. Foram momentos dificeis, de muito trabalho e tens?o . Nessas horas, o apoio e compreens?o da familia e fundamental!, relata.

Por sua inteligencia e coragem para lidar com a situac?o de crise , Regina logo teve reconhecimento publico: em 2001, recebeu o Premio Destaque do Ano, do IBEF (Instituto Brasileiro de Executivos de Financas), e, em 2008, foi premiada com o ANEFAC Mulher, na categoria executiva.

M?e multitarefa

A m?ezona Regina confessa que adora cuidar da casa , fazer jardinagem e cozinhar (embora admita que n?o tem talento para a cozinha). Todos os dias, acorda as 6h30 e reveza as tarefas com o marido, o diretor do BNP Paribas Celso Nunes.

Regina tambem tenta levar ou buscar as filhas na escola pelo menos duas vezes por semana. Esta e uma boa hora para conversar e saber como elas est?o na escola e com os amigos, relata.

Para que pudesse estar mais perto da familia, a executiva optou por morar perto do trabalho e da escola das criancas. Sempre que possivel, ela tambem almoca em casa .

Apesar da rotina atribulada , Regina sempre da um jeitinho para levar as filhas ao medico, ao dentista, alem de participar das reuni?es da escola. A familia sempre em primeiro lugar . Na minha ordem de prioridades, minhas filhas vem antes de mim. Abdico de qualquer coisa por algo maior, que e a felicidade delas, afirma.

Alem de se dedicar plenamente ao trabalho e a familia (que incluem os cuidados com os c?es labradores Simba e Lilo), Regina ainda se desdobra para ajudar o proximo, participando de diversos trabalhos voluntarios . Em 2007, durante uma ac?o social promovida por sua empresa, surpreendeu a todos ao mostrar suas habilidades como cabeleireira, cortando o cabelo de pessoas em situac?o de rua.

No dia em que me aposentar, aos 75 anos, vou viajar por 25 anos e depois me dedicar 100% aos projetos sociais, brinca Regina. Um exemplo de perseveranca e dedicac?o de uma mulher moderna, batalhadora, que consegue desempenhar todos os seus papeis com maestria e amor.

Leia as historias da medica Katia Motta e da vereadora Divina Bertalia, que s?o m?es, profissionais, donas de casa...

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.